• O que você esta procurando?

    » Dia Mudial do Rock And Roll – Conheça a Hstória



    Redação Anuncifácil

     

    O LIVE AID DE 1985
    ALAN FREED, O PRECURSOR
    BILLHALEY E SEUS COMETAS, O INÍCIO
    ELVIS, O ETERNO REI

    Dia Mudial do Rock And Roll – Conheça a História

     

    “Um modismo que revolucionou toda uma geração e atravessa décadas sem envelhecer”

     

    Todos os anos, no dia treze de julho, é comemorado em várias partes do mundo o dia internacional do Rock. Esta dada foi fixada em 1985, no “Live Aid”, um festival de musica, que ocorreu simultaneamente na cidade da Filadélfia, nos Estados Unidos e Londres na Inglaterra, idealizado pelo cantor e ator Bob Geldof (mais conhecido por atuar no filme ‘The Wall’, do Pink Floyd), que desejava sensibilizar as pessoas sobre a fome que ocorria na Etiópia. Tal festival desencadeou uma série de outros festivais de ajuda comunitária, a países que necessitem de “humanidade” até hoje.

    Marginalizado e incompreendido, o Rock and Roll tem sua base no “Rhythm and Blues”, uma música de protesto, um som amargurado, de tristes acordes de violão, criado pelos negros americanos, que eram discriminados pela população branca. Esta maneira melancólica de tocar e cantar foi fundido a Country Music, o som vindo das regiões interioranas, das fazendas onde imigrantes europeus traziam no seu folclore, um ritmo mais alegre, com a ajuda de bandolins, gaitas e violinos. Logo surgiu um estilo mais rápido e dançante, ainda denominado de Rhythm and Blues. Nesta época, os primeiros cantores, tinham que impor seu timbre vocal, para serem ouvidos nos bares ou redutos negros, pois os equipamentos ainda não dispunham de amplificação.

    Foi na década de 50, após a Segunda Guerra Mundial, quando surgiram os “Rebeldes Sem Causa”, jovens que sem nenhuma razão aparente, procuravam mudar a sociedade cosmopolita, figuras como James Dean e Marlon Brando, representavam este novo ideal de liberdade e a música era a forma de manifestação mais popular. Composto apenas de guitarra elétrica, bateria e contrabaixo, com letras simples e ritmo dançante, a nova música caiu rapidamente no gosto daquela geração, mas a sociedade mais tradicional ficava horrorizada com as roupas, gestos, a maneira livre de dançar e pensar, o que causou o choque entre gerações.

    Em 1952, Alan Freed, disck-jockey de um programa de rádio do estado de Ohio (EUA), percebeu em uma loja de discos, que as pessoas dançavam ao som de uma música alucinante, que até então, ele nunca havia parado para ouvir. Encantado com o som frenético, passou a divulgar o novo ritmo em seu programa diário, chamou-o de “Rock And Roll”, inspirado na velha canção “My Daddy He Rocks Me With A Steady Roll” (Meu Homem Me Embala Com Um Balanço Legal). Nesta época foi apresentada oficialmente, à música “Rock Around The Clock”, de “Bill Haley And His Comets”, que alucinou os jovens. No início era apenas um modismo, mas logo outros artistas se juntaram a Bill Haley, músicos como Chuck Berry, Little Richard e Jerry Lee Lewis e “Rock Around The Clock”, foi aclamado como o hino oficial do Rock and Roll.

    No ano seguinte, entra em cena, um rapaz desconhecido, chamado Elvis Presley, que trazia consigo, sensualidade em sua voz rouca e uma maneira inigualável de dançar. Mas que um símbolo sexual, Elvis cantava como um negro e transformou o modismo numa verdadeira revolução cultural. Com o lançamento do disco “Heartbreaker Hotel”, em 1956, Elvis atingiu vendas extraordinárias, que o consagrou como o “Rei do Rock”, título que mantém até hoje, mesmo depois de sua morte trágica, em16 de agosto de 1977.

    OS BEACH BOYS DOS EUA
    OS BEATLES DO REINO UNIDO
    JAMES DEAN, O REBELDE SEM CAUSA

    Os anos 60 chegaram e com eles os Beach Boys de Brian Wilson que tornava o Rock ainda mais popular. Do outro lado do Oceano Atlântico, são apresentados ao mundo, quatro garotos vindos de Liverpool, na Inglaterra, eram os Beatles e sua musica, “Love Me Do”, estourou nas paradas da Europa e Estados Unidos. Como a imagem de “bons rapazes” e a música dançante, o sucesso do quarteto aumentava a cada ano, tornado-os como a banda mais conhecida do planeta durante os anos 60, algo que ajudou a difundir o rock como fenômeno mundial.

    Considerada como “Os Anos Rebeldes”, a década de 60 ficou marcada pelos movimentos pacifistas, graças à guerra do Vietnã. O rock ganhava caráter político de contestação nas letras de Bob Dylan. Outro grupo inglês começa a ganhar popularidade, os Rolling Stones. A cultura “hippie” começava a se manifestar ao som de Creedence Clearwater Revival, Grateful Dead, The Mamas & The Papas, The Velvet Underground e Steppenwolf, que criou outro hino, com sua canção “Born To Be Wild”. Na Inglaterra o Eric Clapton comandava a guitarra do The Yardbirds, mais tarde sendo substituído por Jeff Beck. Em 1969, no Festival de Woodstock, sob o lema "Paz e Amor", meio milhão de pessoas comparecem ao concerto que contou com a presença de duas figuras do rock que se tornariam uma lenda: o fantástico guitarrista Jimi Hendrix e Janis Joplin com sua voz rouca e sua atitude rebelde. Surgem nesta época, bandas que marcaram história como, The Who, Pink Floyd, The Doors, Jethro Tull, Yes, Genesis, Emerson, Lake & Palmer, Supertramp, King Crimson e o cantor “camaleão”, David Bowie, figuras que enriquecerram o rock, com influências vindas da música clássica, do pscodelismo e do estilo progressivo.

    LED ZEPPELIN, O HEAVY METAL É APRESENTADO PARA O MUNDO

    Outro estilo a aparecer no final dos anos 60 que domina a década de 70, é o “Heavy Metal”, de grupos como Led Zeppelin, Black Sabbath e Deep Purple, que influenciaram outros conjuntos, que transformaram suas apresentações em shows teatrais e estranhas performances, como Blue Oyster Cult, New York Dolls, Kiss, Queen, Aerosmith, AC/DC e o cantor Alice Cooper. Em 1974 o Canadá nos presenteia o primeiro disco da banda Rush. No final da década o Police mistura o Rock com o Ska jamaicano, trazendo uma nova sonoridade, que influencia bandas como o Paralamas do Sucesso aqui no Brasil.

    Com a chegada dos anos 80, o rock passou por uma grande revolução e o movimento “punk”, conforme no início da história, trouxe ao inconformismo da sociedade decadente, outro grito de liberdade, surgia à anarquia social e era dada como a mais nova prioridade política, através do Sex Pistols, que indignou a sociedade britânica da época. Com um estilo mais ameno, também são formadas as bandas Ramones e The Clash.

    KISS, O ROCK ESPETÁCULO
    RAMONES, O PUNK ROCK
    IRON MAIDEM, A NOVA ONDA DO HEAVY METAL

    Um pouco mais comportado, mas com guitarras possantes e efeitos de iluminação e som, ainda na década de 80, a nova onda do rock, também chamado de “Hard Rock”, estréia no cenário musical, grupos como Iron Maiden, Judas Priest, Scorpions, Def Leppard, Bon Jovi, Van Halen, Whitesnake e o bizarro Ozzy Osborne, deram mais qualidade nas musicas, mais sentimento nas letras e mais cor aos shows. Com letras de protesto e uma guitarra inconfundível, começa a história de sucessos da banda irlandesa U2, de Bono Vox e The Edge. Nos Estados Unidos o Dire Straits eleva a MTV como o canal oficial da juventude com a música “Money For Nothing” e os videoclipes são a nova sensação do momento.

    Nos anos 90 o disco de vinil se aposenta e o cd, o disco digital é a nova moda, a década foi marcada por fusões de ritmos diferentes e do sucesso, em nível mundial, do rap e do reggae. Bandas como Red Hot Chili Peppers e Faith no More, fundem o heavy metal ao hip-hop, ganhando o gosto dos roqueiros e fazendo grande sucesso. O Guns’n’ Roses, mostrou também um estilo agressivo e melódico ao rock neste período.

    O movimento “Grunge” que aparece em Seattle e na Califórnia, ambos nos Estados Unidos, com os grupos Nirvana, R.E.M. e Pearl Jam, Soundgarden, Stone Temple Pilots, Alice in Chains trouxeram canções que intensificaram o rock, ao apelo mais popular. Os ingleses também ganham novas bandas, como o Oasis e Radiohead. Indo na contramão da tendência, aparece no cenário americano o genial punk-rock do californiano Green Day.

    A partir da década de 2000, surge uma nova maneira de se ouvir música, o mp3 e o Ipod está em todo lugar, na música o ColdPlay começa a ganhar fama, mas as novidades estão mais ligadas ao pop, deixando a década estéril para o nascimento de novas bandas que agradem o público e lotem estádios.

    Muita “pedra já rolou”, nestes anos, desde o surgimento do rock, são vários estilos, vários discursos, várias ideologias, mas fica aqui meu desejo de “Longa Vida ao Rock and Roll”, mais que um estilo de música, uma maneira de ser jovem e rebelde eternamente e faço minha as palavras da banda americana, de maior sucesso no mundo, o Kiss, de Gene Simmons e Paul Stanley, que deseja sempre: “Rock’n’ Roll All Night, and Party Everyday”.

     

    LONGA VIDA AO ROCK

     

    Enio Trevizani

     

     

    Redação Anuncifácil


    Compartilhe esta matéria!


      





    » Curta a página do site Anuncifácil no Facebook




     



    »Publicidades

    Copyright © 2009 Anunci Fácil - Direitos Reservados - Cornélio Procópio - Paraná Site Desenvolvido por: AbusarWEB