• O que você esta procurando?

    » CRAS de Cornélio esclarece dúvidas de famílias carentes



    Redação Anuncifácil

     

    No intuito de orientar e melhorar o atendimento às pessoas que necessitam de ajuda em Cornélio Procópio, o Departamento de Ação Social, através do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), está realizando todas as quintas-feiras reunião com as famílias cadastradas no Programa de Atendimento Integral à Família (PAIF). O CRAS também está fazendo um recadastramento das famílias para criação de um cadastro único para facilitar o controle interno e melhorar o atendimento ao público.

     

    De acordo com a diretora do Departamento Social, Marta Sinhorini o objetivo é fazer um trabalho de conscientização com as pessoas que recebem cesta básica ou são beneficiadas por algum programa do município ou Governo Federal. “Estamos aqui para esclarecer dúvidas sobre os direitos e obrigações, além de poder conhecer melhor as famílias que são assistidas pelo departamento. Hoje, por exemplo, as vinte famílias que vieram buscar suas cestas receberam das assistentes sociais e da enfermeira Elizabeth Amorin, da Vigilância Sanitária, informações sobre os programas sociais e cuidados com a Dengue.

     

    Atualmente o CRAS tem mais de 3 mil famílias cadastradas e funciona juntamente com o Departamento Social, ambos sob a coordenação do secretário municipal de Integração e Desenvolvimento Social, Eduardo Ferri de Alcântara. Além do fornecimento das cestas básicas, o CRAS atende com programas como o Bolsa Família, o Projovem, ambos em parceria com o Governo Federal, Ceconti, auxílio na obtenção do benefício do LOAS, fornecimento de documentação, cursos para capacitação e geração de rendas, entre outros benefícios. Mais informações no CRAS, que atende na Avenida São Paulo, 388 ou através dos fones (43) 3904-1186 ou 3904-1148.

     

    Andarilhos Um sério problema que o Departamento de Ação Social vem enfrentando no município há meses é quanto aos andarilhos que chegam à cidade. “Eles vêm de todas as partes sem documentação, sem rumo, sem família, e ficam perambulando pela cidade tomando bebidas alcoólicas ou usando drogas. O apelo que eu faço à população é para que não dêem dinheiro para esses andarilhos”, implorou a diretora.

     

    “Sei que às vezes as pessoas se sensibilizam com a situação deles e que, por dó, ou até por medo, dão dinheiro. Peço que não dêem ajuda em dinheiro para os andarilhos, pois isso só dificulta o nosso trabalho de ajudá-los. Quando chegamos até a eles, essas pessoas estão alteradas e geralmente recusam qualquer tipo de auxílio, pois preferem ficar nas ruas praticando coisas ilícitas e, em alguns casos, temos até que apelar para força policial”, lamentou Marta.

     

    De acordo com ela, quem se deparar com alguém que necessite de ajuda deve ligar para o número 3904-1186 ou 3904-1148 e o departamento irá até o local e atender o chamado. “Ninguém precisa dar dinheiro para essas pessoas, pois elas têm tudo que precisam como comida, banho e pouso em albergues da cidade, além do fornecimento de passagens para voltarem às suas cidades”, complementou. O Abrigo Bom Samaritano oferece a essas pessoas café da manha, banho e almoço até as 14 horas e a partir das 19h. O Albergue Noturno atende com banho e pouso. Os abrigos ficam na Rua Francisco Morato, respectivamente, nºs 405 e 455.

    Assessoria de Comunicação Social


    Compartilhe esta matéria!


      





    » Curta a página do site Anuncifácil no Facebook



     


    »Classificados



    »Publicidades

    Copyright © 2009 Anunci Fácil - Direitos Reservados - Cornélio Procópio - Paraná Site Desenvolvido por: AbusarWEB