O que você esta procurando?

» Policiais matam cães presos em canil em abordagem no RS e causam polêmica – Assista ao vídeo



Redação Anuncifácil

 

Redação Anuncifácil

 

Um vídeo que mostra a ação da Brigada Militar (BM) do município de Carazinho, no noroeste do Rio Grande do Sul, está repercutindo nas redes sociais desde o último sábado, quando foi publicado.

Em cerca de 24 horas foram mais de 6 mil visualizações às cenas, que mostram a atuação de policiais na tentativa de deter um homem que teria fugido de uma abordagem policial. Em determinado momento da discussão entre familiares do suspeito e dos policiais, um dos guardas saca a arma e efetua diversos disparos contra os cães, que latiam insistentemente. O ato deixou em desespero os parentes do suspeito, que acabou sendo algemado enquanto gritava: “eles vão me matar”.

De acordo com o Comandante da Brigada Militar em Carazinho, Jarbas Luis Bohrer, as cenas foram gravadas na manhã da última sexta-feira (17). Após uma tentativa de abordagem em via pública, o suspeito teria fugido, abandonando o veículo em que estava, e ido para sua residência, no bairro Floresta.

A Brigada Militar seguiu o homem, “que tem extensa ficha criminal”, afirma o comandante. Com ele foram encontrados uma arma de fogo e um rádio transmissor na frequência da BM.

Durante a ocorrência, no entanto, teria tido início uma discussão com familiares. Na versão policial, os cães teriam sido instigados a atacar os guardas, obrigando o policial a atirar nos animais em legitima defesa.

“Não posso tecer nenhum comentário agora porque não estava lá, mas um inquérito policial será aberto para investigar a conduta policial. O que temos são apenas informações preliminares”, disse o capital Bohrer neste domingo. Ninguém foi afastado e os policiais seguem trabalhando normalmente.

O caso foi registrado na Polícia Civil, que investiga se houve crueldade contra animais e abuso de poder. De acordo com a delegada Heladia Cazarotto, testemunhas já foram ouvidas e o inquérito deve ser concluído nesta semana, quando deve ser remetido ao judiciário.

— Estamos investigando se houve maus-tratos, porque, em princípio, um dos cães estava preso num canil e o outro estava amarrado, então não teriam condições de atacar ninguém, mas vamos analisar melhor o vídeo — afirma Heladia.

Ainda conforme a delegada, mais de 10 PMs teriam participado do cerco policial, mas só dois teria efetuado os disparos. O homem detido foi liberado pela Justiça por falta de provas ainda na noite de sexta-feira.

Após a repercussão do vídeo na internet, uma petição online foi criada, buscando apoio para a prisão dos policiais envolvidos na morte dos cachorros, justificando que eles "mataram cães inocentes, que estavam presos em um canil sem oferecer qualquer perigo". Intitulada "Cadeia para os assassinos de farda", a mobilização reunia mais de 2,2 mil assinaturas até as 14h30min deste domingo. (Com informações do Portal Terra e Jornal Zero Hora)

 

Assista ao vídeo:

 


Compartilhe esta matéria!






» Curta a página do site Anuncifácil no Facebook



 


»Classificados



»Publicidades

Copyright © 2009 Anunci Fácil - Direitos Reservados - Cornélio Procópio - Paraná Site Desenvolvido por: AbusarWEB